17 de janeiro de 2013

Amor e perda

 
Foi logo num dos primeiros dia do ano, pela hora do almoço, vi-o ali perdido no canto da entrada de uma porta.  Alguém o tirou do caminho e o abrigou dos passos anónimos.
Não podia deixar de o fotografar.
E ali ficou porque o João pode não o ter recebido, e em mim viveu o desejo que ele não partisse sem o ver. 


2 comentários:

  1. Que ternura. E uma pena se o João não recebeu o bilhete. Olha vou mandar-te um mail a perguntar do bolo colorido, desculpa estar a maçar, mas é só para esclarecer uma dúvida! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se souber responder, tenho muito gosto em ajudar

      Eliminar

ideias caídas das nuvens